fbpx

TI #2: A República de Platão e a jornada em busca da Justiça

filosofia,platão,história,republica de platão,platão e aristóteles,platão filosofia

A República de Platão, 2.500 anos depois, ainda é capaz de nos inserir numa profunda jornada em busca da Justiça. Isso mesmo, com “J” maiúscula. O que é a Justiça? Por que devemos ser justos? Como se comporta um comandante justo?

Nos livros I e II de A República, livros apontados por Mortimer Adler como essenciais, Platão coloca nas bocas de personagens como Céfalo, Trasímaco (um sofista) e Polemarco algumas definições provisórias de Justiça, todas refutadas por Sócrates com seu método irônico.

Seria a Justiça falar a verdade e pagar o que se deve? Ou seria dar a cada um aquilo que merece, sendo que os bons merecem coisas boas e os maus merecem coisas ruins, o que legitimaria o emprego justo de atitudes viciosas? Ou, ainda, o justo seria aquilo que é determinado pelo mais forte, numa espécie de “lei da selva”?

Nenhuma dessas possibilidades satisfaz Sócrates, o mestre de Platão.

E o livro I da República, lido logo após a Apologia de Sócrates e o Critão (livros analisados anteriormente no Teatro das Ideias), mostra que há uma importante linha de raciocínio a ser considerada aí, quando se investigam os problemas filosóficos relacionados à Justiça.

A edição utilizada é da editora portuguesa Calouste Gulbenkian, que disponibiliza a obra gratuitamente em seu site.

Não acaba por aí, a história é longa e conto para os assinantes do Teatros das Idéias . Assine e faça parte de nossa escola de formação cultural.

As aulas são quinzenais. Acontecem aos sábado às 11h. Fica gravada para quem não puder assistir.

Assista a aula:

Revista Chronus, Teatro das Idéias, Telegram, Vida Intelectual, Grupo no Telegram e muito mais

Tudo isso por apenas R$ 29,90 por mês. Menos de um real por dia. Ainda tem 7 dias grátis para testar. Assine o OliverClub aqui.

Deixe seu comentário

Você também vai gostar

Episódio 3